24/06/2016

Preocupação com leitor garantirá futuro do jornalismo


Por Phillippe Watanabe

As empresas jornalísticas que se destacam no ambiente virtual garantem ter descoberto pelo menos parte do segredo para manter a produção de conteúdo de qualidade: preocupação com o leitor.

O painel "Abraji Talks" ocorreu no final da tarde desta sexta (24) no 11º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo. A discussão sobre iniciativas jornalísticas no mundo online lotou o auditório da Anhembi Morumbi. Participaram Mariana Castro, sócia da F451 Mídia, Laura Diniz, sócia do portal jurídico JOTA, Leandro Demori, editor do Medium Brasil, e Conrado Corsalette, cofundador do Nexo.

Fotos: Alice Vergueiro
Trabalhar pensando nos leitores, em notícias úteis para o cotidiano, cria vínculos com o público, segundo os palestrantes. Desse modo, antes da crise do modelo de negócio, há a crise do produto, ou seja, da própria matéria jornalística.

A preocupação com o leitor está também na utilização de formas de linguagem familiares aos consumidores de conteúdo. "Um GIF pode ser muito mais competente do que 30 ou 40 linhas de texto", afirmou Corsalette.

Formas de comunicação mais acessíveis aumentam o engajamento dos leitores, uma das principais preocupações de Castro. Ela está entre as responsáveis pelos portais Gizmodo, Risca Faca e Trivela.

Para o cofundador do Nexo, as inovações de narrativa não descartam, contudo, os fundamentos do jornalismo: novidade, precisão, equilíbrio e clareza.

O futuro dos jornalistas é o domínio sobre toda a produção, segundo Corsalette. "Entender o jornalismo como algo feito do começo ao fim, o jornalista-artesão", concluiu.


O 11º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo é uma realização da Abraji e da Universidade Anhembi Morumbi com o patrocínio de Google, Grupo Globo, Estadão, Folha de S.Paulo, Gol, Itaú, Twitter e UOL, e apoio da ABERT, ANJ, ANER, Comunique-se, Conspiração, Consulado dos Estados Unidos, ETCO, FAAP, Fórum de Direito de Acesso a Informações Públicas, ICFJ, Jornalistas & Cia., Knight Center for Journalism in the Americas, OBORÉ Projetos Especiais, Portal Imprensa, Textual e UNESCO. Desde sua 5ª edição, a cobertura oficial é realizada por estudantes do Repórter do Futuro, sob a orientação de coordenadores do Projeto e diretores da Abraji.

Nenhum comentário:

Postar um comentário